quinta-feira, 4 de março de 2010

Devaneio de Um Coração Contorcido



A incógnita de um coração apaixonado...

Perante a surpresa constante da vida existem momentos que nos levam a uma atitude que nem nós próprios conseguimos explicar, atitude essa que arrasta consigo uma infinidade de consequências, mágoas e arrependimentos.

Um coração inundado de amor, é um coração vulnerável. Capaz de se contorcer, esmagar e picar vezes sem conta. Trás um sentimento que nos derrete a alma e os sentidos, tal como um cancro nos derrete e suga a vida. Mas esta morbidez manifestada por uma anormalidade de sentimentos ou uma certa visão amarga da vida, é fraca, minúscula e desaparece com o mínimo gesto ou expressão de amor. Basta um beijo, um abraço, um olhar ou uma palavra de carinho para extinguir este lado absurdo do amor, da paixão...


A força de um amor ou de uma paixão é tal, que nem mesmo o ciclo da terra se atreve a alterá-lo.
Tem dimensões e arestas que nenhuma geometria tem capacidade de estudar.


Não temam o amor, deixem-se inundar pela paixão... essa sim, dá sabor à nossa vida!

5 comentários:

Né # disse...

acho que a paioxão é bem maelhor que o amor. não é que o amor não o seja, mas o amor tem outras razões para acontecer. a paixão é mais intensa. beijinhos

Bruno Silva disse...

Para mim é possível uma paixão sem o dito "Amor" mas nunca uma Amor sem paixão...
Ao falar de paixão não precisamos necessáriamante de falar em Amor, mas se falar de Amor, sim, paixão tem que ser uma constante! É esse o tempero essencial para um amor verdadeiro... :D
Beijinho

Catarina disse...

Gostei do que escreveste e da forma como escreveste. :) Não temo o amor, estou inundada de paixão e adoro! Quero ficar assim para sempre! Posso?! :D ****

Bruno Silva disse...

Obrigado!!! :)
Podes, deves e vais ficar!!! :D ****
Apaixonante...

Sonhadora disse...

Não temo o amor... E acho que por mais cabeçadas que dê nunca o irei temer...!
Gostei do que li ;) Vou ficar por cá! ***

Enviar um comentário